Mr. Jones - filme sobre um maníaco depressivo interpretado por Richard Gere



Mr. Jones é um filme produzido em 1993.


sinapse

Richard Gere é Mr. Jones, um maníaco depressivo de 40 anos que alterna fases de feliz euforia e de triste depressão. Acostumado a esse ritmo, ele recusa se tratar. Mas, numa dessas euforias, Mr. Jones acaba internado em um hospital psiquiátrico. É lá que ele conhece a Dra. Libbie Bowen (Lena Olin), que envolve-se de tal maneira com o paciente a ponto de se libertar dos laços éticos que a impediam de se relacionar com o irresistível Mr. Jones .








Richard Gere
faz o Mr. Jones, um maníaco depressivo, no qual durante suas crises emocionais é divertido, criativo e envolvente.
No filme ele tem 40 anos e, vai passando sua história , a história de um bipolar.
Há 20 anos ele tinha crises, mas nunca levava o tratamento a sério.
Toda vez que tinha crise ele se internava uns dias e depois saia da crise, ele largava os remédios. Com a desculpa que aquele jeito bipolar era o jeito dele mesmo de ser e , que as pessoas se incomodavam com ele, pelo fato dele ser mais produtivo que as demais.
Aos doze anos ele já tinha lido praticamente todos os livros da estante de sua casa. Ele era compulsivo por conhecimento.
Quando mais jovem aos sete anos já tocava musica clássica no piano. Ele era um estudioso da música.
Além de criativo , era muito inteligente e demonstrava uma auto suficiência sem igual.
Na maior parte do filme ele tá eufórico, em algumas eu diria em mania mesmo. São poucas cenas que aparece ele depressivo, praticamente não tem depressão.
Tem uma cena que ele quer voar, na verdade ele gosta de ir até o limite e também gosta de ver as pessoas chocadas por causa dele.
“Impulsivo, Irresistível , Irresponsável - Mr. Jones é um homem que sem muito esforço cativa as pessoas com seu charme e energia fascinantes. Até sua psiquiatra fica fascinada com ele.”
Ele era impulsivo não só para fazer as coisas como também ás vezes agia sem pensar.
Um exemplo, que é um dos momentos auge de sua euforia é quando ele está num concerto, numa apresentação musical de uma orquestra ele sai da platéia e sobe no palco e começa a reger a orquestra.
Logo chamam a polícia।Na delegacia Mr. Jones disse:
“ Eu não cometi nenhum crime foi o Regente que cometeu um crime.Ele jamais deveria ter regido a nona sinfonia de Beethoven daquela forma।Beethoven deve até ter se revirado no túmulo. Fiz um favor a ele. “ Mr. Jones

Trailer do FILME:






2 comentários:

Luna disse...

é um filme emocionante...

vale muito a pena de ser visto. mas vale lembrar que trata-se de uma produção cinematográfica e tudo é feito para ser um showzinho, então tem um exagerozinho em várias situações...

Mas nada que estrague o brilhantismo da descrição do transtorno da personagem.

Marco disse...

Ja tava fechando o blog quando vi as frases de tyler ele é um dos meus personagens favoritos =]. Adorei seu blog